42 anos, meu anjo. Há 42 anos tirava o curso do magistério primário aqui em Braga, tinha uma motorizada sachs minor modificada branca e uma existência que bulia sem parar, sentia tudo muito muito, já escrevia também muito muito, fumava muito muito e muitos diziam que me drogava. Resmungava sem parar, distribuía panfletos revolucionários nas saídas das fábricas ainda com a tinha preta fresca a cheirar, e sorria sem parar, tinha um namorado, pois claro, de quem gostava muito muito, mas a tua chegada amor fez com que todo o muito muito ficasse com uma luz diferente, tudo muito muito mais claro amarelado e hoje, continua essa luz em nós. Amo-te.

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove