Cerram-lhes portas à ajuda
E pariu a mãe, na poeira da rua,
No primeiro choro deste bebé Angola
Sai um grito de guerra ao roubo de um povo

E a luta é nossa, mas primeiro é tua.

 

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove