Caminho tão desesperado na europa, caminho desesperado deste miúdo de 13 anos, não, não tenho uma imagem dele, mas confio na vossa imaginação e apresento-o a vós. Muito de olhos como os que passam muita fome, braços esquálidos, também muito de ossos e  muito de barriga, e que enfrentou calmamente o jornalista que o confrontava sobre qual a mensagem que teria para a pessoas da europa: “please end the war in Síria, I know the europeans do not like us, but please end the war in Syria.” e lá continuou na sua aflição serena porque dormir tão perto da morte não deixa sentir a sede nem a fome, nem a falta do teto ou da cama, do abraço do pai ou da mãe. Por cá levantam-se vozes furiosas, partilham-se vídeos por leis contra o cão abandonado ou contra o leão morto na reserva que o esquálido provavelmente salvaria, mas o desesperado sereno continua em frente, para apenas salvar a irmã perdida no mar de gente que se empurra às portas de uma estação de caminho de ferro que não o deixam utilizar.
Por muitas desculpas inventadas, por armas de destruição que não existiram, por atentados a inocentes que se esconderam, já se tomaram decisões bem mais estúpidas ou mais inumanas. Mas agora? Agora já temos a nossa crise para nos preocupar, agora não temos emprego para nós quanto mais para eles, agora vêm estes infiéis incomodar as nossas vidinhas, agora vamos tratar de fechar todos os acessos e conter estes lunáticos que não os podemos deixar entrar na nossa, mais do que limpinha, por fora, europa. Agora, pelo caminho tão desesperado da europa, veio a morte chegar pela sede, pela fome, pelo mar, pelo chão.
Em que é isto diferente dos milhares de Judeus que foram encaminhados para o campo de concentração para morrerem na câmara de gás? Pensemos. Sentemos o traseiro no sofá, mas pensemos. Muitos a pensar e muitos a agir podem fazer a diferença.

Por estes caminhos desesperados da europa a vida humana vale tão pouco menos do que nada.

Cristina Brandão Lavender
cristinabrandaolavender.com

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove