aquilo que nos salta no peito
este tambor compassado
grita ao vento e à razão inteira
melodias e traços manchados
em aguarelas contínuas, esbatidas
deste astro perdido
depois de achado

e os pardais pipitam desde o dia amanhecido,

segredam que a humanidade é a mesma

que loucos a irão salvar

mas que loucos também a levarão a enterrar,

e, quando o ocaso se aproximar

entoarão também outras melodias,

porque morrer por morrer

que seja a denunciar estes dias.

 

 

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove