palavra_puxa_palavra_4

com o coração por um fio foste sem me dizer; deixaste este vazio; encolhi-me sem peito; fixou este chão desocupado com  o coração por um fio.
e a saudade rompeu a última esperança que vivia em mim, caí nesta ilusão de perder o mundo, uma gota do teu cheiro anda solta, dizendo que um dia você voltará para mostrar a razão de um amor desiludido.
agarrei-me ao perfume que deixaste, amarfanhei o meu destino, o medo ficou sem sentido
porque no nada deito o teu vazio.
e assim decidi enfrentar o mundo, corri onde não há destino, cada onda do mar se tornou caminho, minha vida se tornou um tédio, sorria de mim o destino epiceno, e assinei o meu caminho, em ultimo hipertexto que se abria ao vento…
mas recuso este ultimo aceno, levanto-me e navego por ti, procuro meu mundo por aí, diz-me se um dia voltarás? Tenho medo de perder o mundo sem tua companhia. Tenho medo de mostrar a minha nudez, por te perder nesta ironia mas subscrevo-me nos poros que germinaram em nossos lençóis que dizem que você voltará, para acabar com tudo que restou em mim.

Cristina Brandão Lavender e Leandro Lirolea

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove