frio-icp

Vejo com os olhos da lua que o sol já se foi
mas os homens não se importam.
Vai um frio na alma que se deixou de queixumes
de um inverno na terra
da frialdade humana
e deixa uma friagem no peito que se aquece de infernos
de uma luz tímida da vergonha dos homens
de um silêncio de pânico nos olhos de criança
que o terror de mãe sente gelado
o útero prenhe
de um planeta que erra muito mais do que acerta.

foto de Isabel Costa Pinto

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove