O livro de José António Saraiva, que o ex primeiro vai apresentar mesmo sem que o tenha lido, tem tudo para ser um sucesso de bancada: é indecente, indecoroso, impróprio, inconveniente, indigno de ser humano com honra e em todos os aspectos desprezível, palavras redundantes por sinonímia, mas que, especialmente neste caso, não há canseira para aplicar, porque quantas mais escrevesse, mais apeteceria empregar e não chegariam, enfim, para classificar o dito cujo (livro e ser humano).

19 de Setembro de 2016

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove