foto de Cristina Brandão Lavender

Estas palavras livres
abrem portas no jardim.
só para te ver
minh’alma vestiu-se de seda
voou,
transparente,
aquecida,
até se acolher
num véu preto
fixado no teu sorriso.

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove