O amor é tão importante que não tem datas: tem dias. Todos. Porque o amor não se constrói, não se procura nem se encontra, não se cultiva nem se colhe, o amor está, o amor é, o amor tanto aparece como se desvanece, porque quando temos fome, comemos, quando temos sede, bebemos, quando temos sono, dormimos, por isso o amor é um estado etéreo permanente, pertence ao ser, e quando raramente se sente, sabemos e ponto final.

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove