“Nunca digo que nunca, nem quero convencer ninguém. Só quero ser eu em ti. Este ser “tu” representa a humanidade, refutando chicos espertos, reis em terra de cegos, aduladores, hipócritas, todos os que vão na mania que são – especialmente porque não são – certinhos, direitinhos.” in SABER ESPERAR

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove