cafe e caneta

“Tenho medo. Tenho medo das palavras. Receio que elas apunhalem segredos, abriguem uma realidade escondida e amordaçada, palavras que rasgam a vida, como tiras de papel de jornal, cheia de mentiras. Tenho medo das palavras porque se fazem joguetes, nas lágrimas já secas pela fome de viver. Tenho medo das palavras porque hoje, mais do que nunca, escondem um país nojento.”

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove