areia-nas-maos_2802363

“Peguei num punhado de areia fina e injectei-lhe todo o egoísmo da humanidade. Deixei-o escorregar finamente por entre os dedos. Por fim, sacudi bem. Apenas o que ficou colado às minhas mãos me é necessário.” CBL

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove